Absinto

18:07


Você me leva pro canto e sorri dizendo que me quer perto. Gargalho em seus beijos não acreditando. Ouvi dizer que você só conta mentiras. Tudo bem, gosto das mentiras ditas ao pé do ouvido. Seguro firme meu copo quase vazio enquanto você me prende em seu abraço. Se estivesse sóbria eu poderia até me apaixonar por você ou nós poderíamos sair pra tomar sorvete numa tarde de domingo. Penso nisso enquanto você passeia pelo meu pescoço e conta mais uma de suas mentiras pra me fazer sorrir. Você é um mentiroso, eu digo entre-beijos. E rimos feito duas crianças. Eu poderia me apaixonar por você. Eu poderia te fazer um poema, ou um café, ou até mesmo ligar na manhã seguinte. Seguro sua mão e te puxo pra mais perto. Você é um mentiroso e minha vodka acabou. Talvez a noite acabe bem. 

Você também pode gostar

6 comentários

  1. Ai q lindo! Escreve muito bem, mari ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! :3 Fico feliz que tenha gostado.

      Excluir
  2. Nossa mariana, primeira vez que vejo um texto seu sem tanta melancolia, achei muito bom.. leve e ao mesmo tempo profundo! Algo ou alguém está te fazendo muito bem, parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, confesso que nos últimos meses estava mesmo num momento melancólico (a vida tem sempre essas fases), mas está passando. Como diz o clichê, tudo passa. Fico muito feliz que tenha gostado. Não sei se alguém em especial está me fazendo bem, mas a própria vida tem feito isso. Volte mais vezes aqui no blog, sua opinião é sempre bem-vinda!

      Excluir
    2. Nossa que legal, é a vida as vezes é um tanto quanto que complicada. Porém te desejo sorte, para que essa fase de coisas boas continuem. Sempre que der estarei por aqui, gosto muito do blog! Parabéns a você e sua amiga.

      Excluir
    3. Apareça sempre que quiser!

      Excluir