Ato 3 - A ignorância do sonho

10:18

gira mundo cão
gira o gato e papagaio
gira o mundo no véu dessa melodia
no véu da noiva poesia

deixaram um par de sapatos ao entrar
e pegadas da nudez de uma vergonha
pés descalços que tocam o chão machucado
traços de cacos no céu despedaçados

que agonia ouço no canto do pássaro azul
que temor ao sentir o vento frio gargalhar
o castelo de pedras se levantou
e parece engolir toda a cor a dominar

gira mundo cão
gira o pato e o elefante
corro até o vale verde reluzente
até encontrar um destino acertado

fumaças me rodeiam chamando meu nome
sorrisos brilhantes dançam por entre as árvores
enquanto eu converso com os animais pintados
e eles me indicam como poderei acordar


Texto: Mariana Gil
Ilustração: Giovanna Maria

Você também pode gostar

2 comentários